Troca do Óleo do Câmbio

Substituição de 100% do fluído da trasmissão com a utilização de equipamentos modernos. Quanto tecnicamente possível trocamos os filtros e limpamos o carter da transmissão. Troca de 100% do fluído com máquina (diálise).

Recomendamos a troca do fluído da transmissão entre 40.000 km e 70.000 km. Utilizando sempre fluídos de primeria linha e de acordo com as normas especificadas para cada modelo de transmissão (câmbio automático). Solicite um orçamento!

Sobre o Serviço de Troca do Óleo de Câmbio

Se você decidir trocar o fluído da transmissão removeremos 100% do fluído velho e o substituiremos por um fluído de transmissão de alta qualidade que atenda as especificações do fabricante do seu veículo e/ou fabricante da transmissão para que você possa voltar a rodar com confiança.

Para que Serve o Fluído da Transmissão

O óleo do câmbio é um líquido que resfria, lubrifica e fornece a pressão necessária para a transmissão. Com o tempo, o fluído da transmissão perde sua capacidade de limpar, resfriar e lubrificar, podendo causar superaquecimento e falha da transmissão.
As trocas rotineiras do óleo de câmbio ajudam a evitar reparos caros. A substituíção do fluído da transmissão ajudam a maximizar o desempenho, reduzindo o comsumo de combustível e ajudando a reduzir a emissão de gases poluentes.

Quando o Óleo do Câmbio deve ser Trocado?

Consideramos que a maneira mais simples para os nossos Clientes ficarem em dia com a troca do fluído da transmissão é com uma verificação gratuita durante o serviço de troca do óleo de motor. Dessa forma, você terá um profissional experiente que o ajudará a se certificar de que está em boas condições.
Claro, se você perceber qualquer tipo de vazamento ou uma das luzes de advertência do painel acender, certifique-se de entrar em contato com a MaisLube o mais breve possível. Mais informações.

Sinais de que o Fluído da Transmissão deve ser Trocado

  • O câmbio esta rangendo ou fazendo ruídos estranhos;
  •  As marchas mudam muito rapidamente ou muito lentamente;
  • As engrenagens começam a escorregar;
  • As marchas estão pulando, avançando ou reduzindo sem um motivo real;
  • O câmbio pára por 1 ou 2 segundos antes de mudar as marchas.